Receptivo ao Impulso Divino

Portanto, a interpretação da vida não consiste em aprender como usar a Verdade de Deus, mas em ser suficientemente receptivo ao Impulso Divino para que a Verdade nos use. A Vida pode fluir por nós como a nossa vida, e a Sabedoria pode fluir por nós como a nossa sabedoria. Entretanto, não nos pertencem; pertencem a Deus. (GOLDSMITH, Joel Solomon. O Suprimento Invisível, p. 102)

receptivo-ao-impulso-divino.jpg

Anúncios