Mateus 22 37

Jesus respondeu:
— “Ame o Senhor, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento.”

Mateus 22:37 NAA

imagem Mateus 22:37

Anúncios

Nenhum outro poder

Quando foi perguntado ao Mestre qual é o grande mandamento, ele respondeu, “Ame o Senhor, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento (Mateus 22:37)”. Portanto, o primeiro e maior mandamento é, “Não tenha outros deuses diante de mim (Êxodo 20:3)”. Pensamos em Deus como poder, e assim o mandamento é: Não reconheça nenhum outro poder que não seja Deus. O que então estamos temendo – germes, infecção, contágio? Já que Deus é o único poder, estas “coisas” podem ter algum poder? De acordo com o ensinamento do Mestre, elas só teriam poder se viesse de cima, de Deus (GOLDSMITH, Joel Solomon. Living The Infinite Way, p.51).

Mateus 4 24

E a sua fama correu por toda a Síria. Trouxeram-lhe, então, todos os doentes, acometidos de várias enfermidades e tormentos: endemoniados, epilépticos e paralíticos. E ele os curou.

Mateus 4:24 NAA

imagem Mateus 4:34

O sonho da existência humana

O sentido que nos apresenta quadros de discórdia, desarmonia, doenças ou morte é o sono hipnótico universal que gera todo o sonho da existência humana. Temos de entender que não há mais realidade numa existência humana harmoniosa do que em condições desarmônicas. Devemos entender que todo o cenário humano não passa de sugestão hipnótica, e nós temos de nos colocar acima dos desejos, mesmo de boas condições humanas. Compreendamos por completo que a sugestão, a crença ou a hipnose são a substância ou o tecido de todo o universo mortal e que as condições humanas, quer boas quer más, são quadros de sonho, sem qualquer realidade ou permanência. (GOLDSMITH, Joel Solomon. O Caminho Infinito, p. 137)

Sabedoria 20

A visão de Daniel revelou quatro reinos temporais destruídos por uma pedra “cortada da montanha sem auxílio das mãos”. Quando “vir” esta pedra sendo retirada da montanha “sem as mãos”, observará que ela é a Palavra. Consciência, percepção daquilo que É, é a “pedra”, que vence, sem força ou poder, mas pela graça que É. Esteja em paz. (Joel S. Goldsmith)